Você está aqui: Capa / Política / Com dificuldades de caixa, governo Dilma tenta impedir que brasileiros saquem o PIS
Com dificuldades de caixa, governo Dilma tenta impedir que brasileiros saquem o PIS

Com dificuldades de caixa, governo Dilma tenta impedir que brasileiros saquem o PIS

O governo Dilma está fazendo caixa para cumprir a meta de superávit do ano com um dinheiro destinado aos trabalhadores mais pobres: o abono salarial (PIS). As informações estão no jornal O Globo na sua edição desta sexta-feira (16). De acordo com “O Globo”, o benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 724), é pago todo ano aos trabalhadores que recebem até dois salários. O prazo para o recebimento do abono encerra no dia 30 de junho. Em anos anteriores, o governo fez campanhas publicitárias para alertar as pessoas a procurarem as agências da Caixa Econômica Federal e sacar o dinheiro dentro do prazo. Este ano, em março, o Ministério do Trabalho iniciou os preparativos da campanha publicitária, mas ela foi suspensa.

De acordo com integrantes do governo ouvidos pelo jornal, a orientação partiu do Ministério da Fazenda e o objetivo é reservar os recursos para compor o superávit primário, economia que o governo faz para o pagamento dos juros da dívida. O Ministério do Trabalho informou que, há ainda 1,83 milhão de beneficiários que não sacaram o abono, o que equivale a uma quantia de R$ 1,32 bilhão. Tem direito ao abono, quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos um mês no ano anterior ao do pagamento. Para isso, é preciso estar inscrito no cadastro do PIS há pelo menos cinco anos.

Leia mais no site de O Globo.

150 comentários

  1. olha ai meu povo já começou a meter a mão no seu dinheiro vai vota no pt eles vão te roubar tudo oque é seu.

  2. O próximo passo será o conhecido golpe do confisco da poupança…

  3. Desde quando o governo está com dificuldades de caixa??

  4. tira do Porto do Uruguai! Já que o de Cuba o dinheiro já se foi

  5. Ué, mas… e o Brasil rico maravilhoso???

  6. O trabalhador é que sofre, e o pior e que ainda votam nessa corja de bandidos.

  7. Desonestidade com pequeno trabalhador e desinformado.

Subir ao Topo