Você está aqui: Capa / Política / Calamidade e tempestade perfeitas – Sugestão de Leitura
Calamidade e tempestade perfeitas – Sugestão de Leitura

Calamidade e tempestade perfeitas – Sugestão de Leitura

“Dinheiro público é como água benta: todos querem colocar a mão”. Provérbio italiano de grande atualidade no Brasil. Nos últimos anos a administração pública brasileira divorciou-se da realidade, optando pelo caminho irresponsável da demagogia econômica. Não ficou restrita ao governo federal, estendeu-se por Estados e municípios em verdadeiro festival de gastança. Quando o Rio de Grande do Sul se declara em estado de calamidade financeira e o Rio de Janeiro em caos falimentar, não é obra do destino. Outras unidades federativas, destacadamente Minas Gerais, deverão viver situação de incompatibilidade entre as suas receitas e os gastos mastrodômicos. As contas públicas dos Estados brasileiros foram negligenciadas e mergulhadas nas aventuras populistas do gasto sem limite. Estão colhendo os frutos da irresponsabilidade fiscal. Penalizando as suas populações e os seus servidores.“Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”

Um comentário

  1. Marcelo Caselato Oliveira

    Nobre Senador Bom Dia! Como é do proprio vocabulário dos Srs. A Câmara Baixa, nesta madrugada fez o papel dela, votando por quase unanimidade a emenda que pode se colocar no banco doa réus Juízes e Promotores. Mas vamos direto ao ponto…. O foco é a LavaJato…. Por razões que sabemos quais são…. Mas a questão é, a pauta irá agora para o Senado, ou seja, a Câmara Alta, qual será o papel de Vossas Excelências? Vão aprovar na calada da noite como a CÂmara Baixa ou serão Nobres e não aprovarao uma coisa desse tipo? O Brasil precisa de transparência…

Subir ao Topo