Você está aqui: Capa / Política / Os fariseus e reforma política – Sugestão de Leitura
Os fariseus e reforma política – Sugestão de Leitura

Os fariseus e reforma política – Sugestão de Leitura

Sem uma reforma política verdadeira torna-se impossível mudar a qualidade da vida política brasileira. Infelizmente os fariseus enquistados nos poderes da República não tem nenhum interesse real na implantação de uma verdadeira reforma política. Ela teria de atacar de frente a não existirem partidos no Brasil e ter unicamente legendas partidárias. Deveria enfrentar as oligarquias patrimonialistas que se sustentam na ignorância popular geradora do personalismo alimentador da corrupção. Não poderia ficar adstrita ao sistema eleitoral e garantia do financiamento público de campanhas com manutenção do injustificável Fundo Partidário e outras “pajelanças” privilegiadoras dos que se consideram donos do poder. Além de garantir a manutenção dessas iniquidades, os propositores da falsificada reforma política, em tramitação no Congresso Nacional, desejam introduzir o voto em lista para garantir, casuisticamente, os seus mandatos.  “Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”

Um comentário

  1. Mario Sergio Sabino Rossetto

    A lista fechada, como está sendo comentada é ridícula, entretanto, se ela for construída em cada partido através de votação realizada em convenções ou, melhor ainda, a exemplo do que fazem alguns sindicatos, com a possibilidade de votação via internet, usando-se o nome ou número de registro do filiado, mais uma senha pessoal, essa lista refletiria a opinião do partido e não de sua cúpula sendo, portanto, uma legítima representação partidária.
    Existem meios de se impedir intervenções indevidas e distorções do resultado da votação.
    Também será preciso criar mecanismos que impeçam propaganda interna.
    ————-
    Por outro lado, a chamada lista semiaberta, em que o eleitor possa reordenar a lista do partido, praticamente mantém os vícios atuais da propaganda individual ou de grupos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

Subir ao Topo