Na Bahia, Alvaro Dias encontra lideranças políticas e agricultores

0
286

O senador Alvaro Dias (Pode-PR) visitou na última semana as cidades de Ilhéus e Itabuna, no sul da Bahia, onde se encontrou com lideranças políticas, empresários e agricultores regionais, além participar de um evento estadual do partido.

Acompanhado pela presidente nacional do Podemos, deputada Renata Abreu (SP), Dias foi recepcionado por eleitores com faixas na sexta-feira (04) no aeroporto de Ilhéus. No centro da cidade, o parlamentar participou de almoço com lideranças políticas no tradicional restaurante Vesúvio e tirou fotos ao lado da estátua do escritor Jorge Amado.

Em seguida, o presidenciável seguiu para Itabuna, onde, junto com o deputado federal Bacelar (Pode-BA), se encontrou com diretores da Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (Ceplac). Homenageado por agricultores, Dias defendeu incentivos para o setor e a formulação de políticas para a recuperação das lavouras.

À noite, Dias participou do 3º Encontro Regional do Podemos, em Itabuna, com deputados, vereadores, prefeitos e lideranças políticas do sul da Bahia. A um público de cerca de mil pessoas, o senador defendeu a refundação da República e a extinção do foro privilegiado, além da elaboração de propostas para aquecer o turismo e gerar novos empregos.

A agenda do senador na Bahia se encerrou, no sábado (05), com visita pela manhã à Santa Casa de Misericórdia de Itabuna e com entrevista ao programa Resenha da Cidade, na Rádio Nacional. “Vemos brasileiros abandonados em corredores de hospitais, doentes, desesperados. Porque o dinheiro foi roubado. Falta dinheiro para oferecer o serviço de saúde compatível com a necessidade do povo brasileiro”, frisou Dias.

O parlamentar, que flagrou uma prisão de marginais nas ruas de Itabuna, enquanto se encaminhava para o estúdio da rádio, também criticou a ampliação da violência no Brasil. “A violência cresceu de forma avassaladora no país, porque roubaram dinheiro que deveria ser aplicado em segurança pública”, ressaltou o presidenciável.