Alvaro Dias quer transformar seleção brasileira de futebol em patrimônio cultural

1
420

Mesmo que você não goste de futebol, com certeza, já deve ter se emocionado quando o hino nacional é cantado a capela em um jogo da Copa do Mundo. Sim, a seleção brasileira tem este dom de transformar o mais cético dos cidadãos em torcedor. Por isso, nosso futebol verde-amarelo pode passar a fazer parte do patrimônio cultural brasileiro.

Esse é o objetivo do Projeto de Lei apresentado, nesta quarta (5/12), pelo senador Alvaro Dias (Podemos/PR). O projeto altera a lei 9.615/98, que institui normas gerais sobre desporto, para dar esse status à seleção brasileira de futebol.

Para Alvaro Dias, o futebol é, sem dúvida, um dos elementos culturais mais marcantes da identidade nacional e uma importante ferramenta de inclusão e integração social: “A seleção brasileira é conhecida por tratar o esporte como se fosse uma atividade artística, encantando espectadores em todo o mundo e enchendo de orgulho milhões de brasileiros. E a seleção não pertence a CBF, mas ao povo brasileiro. Ao reconhece-la como integrante do patrimônio cultural brasileiro, o Ministério Público da União poderá atuar na defesa desse patrimônio”, disse

Na justificativa do projeto, Alvaro Dias lembrou ainda que os três últimos presidentes da CBF são alvo de investigação do FBI por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. “Não se pode conceber que a arte do futebol brasileiro seja influenciada por interesses econômicos ou políticos em detrimento de sua capacidade técnica”, lembrou o senador que presidiu a CPI do Futebol no Senado, tendo sido responsável pelo indiciamento de vários cartolas.

Leia a íntegra do projeto aqui

 

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns pela inciativa muito apropriada e feliz de Alvaro Dias.
    Parabéns à nós povo brasileiro que temos sido agraciados pela presença de Deus na Pátria Brasileira desde que o candidato e agora eleito presidente do Brasil deu honra à ELE, O GRANDE EU SOU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, deixe seu nome aqui