O ministério da Educação anunciou o corte de 30% nos recursos para algumas universidades. O critério para a tesourada foi a “balbúrdia”. Veja o que o Líder do Podemos, senador Alvaro Dias, pensa sobre isso

3 COMENTÁRIOS

  1. Prezado Senador, o senhor foi meu candidato na última eleição para presidente, não só pela sua grande visão política, como também pela honestidade e conhecedor profundo dos problemas Brasileiros. Cada vez que vejo seus depoimentos sobre diversos assuntos, especialmente que envolvem esses problemas, minha admiração pelo senhor cresce cada vez mais. Gostaria não só de abordar, mas pedir a V.Sa que intercedesse junto ao Ministério da Educação sobre esses cortes de verbas nas Universidades, que foi feito ao que parece, como forma retaliadora por causa de protestos. Minha filha se formou em Veterinária pela UFRPE e possa lhe adiantar que apesar de todas dificuldades que ela enfrentou, muitas vezes pela falta de estrutura, e equipamentos modernos, ela conseguiu essa conquista pela dedicação do excelente corpo acadêmico que essa Universidade possui bem como de todos funcionários que nela trabalham. Não é justo que se corte verbas em algo que e fundamental para o país como a educação. Por isso, prezado senador é que lhe peço, junto aos seus colegas de bancada e os senadores e senadoras que desfrutam da sua opinião, que esse corte não seja mantido e que ao contrário dele, que haja mais investimentos para delas saiam profissionais capacitados, como minha filha. Que haja mais valorização do seu corpo acadêmico, que são excelentes profissionais dedicados em educar. Outra coisa que gostaria de lembrar e que VSa. Continue com sua luta pela redução dos juros bancários

  2. SENADOR A.D. CADA UM TEM UMA OPINIÃO DIFERENTE, ISTO É BOM, A DIVERSIDADE, MAS TENHO PRESSENTIMENTO QUE TODOS ENVOLVIDOS FAZ DO PIOR O MAIS RUIM. SOU A FAVOR DE PROTEGER AS CRIANÇAS, MAS DE NADA ADIANTA SE O ADULTO CONTINUAR A SER UM JEGUE. ADOMA O JEGUE QUE A CARRUAGEM VAI NO TRILHO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, deixe seu nome aqui