Alvaro Dias elogia protestos pela Lava Jato e cobra investimentos em fiscalização na fronteira

2
1089

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) elogiou, esta segunda-feira (01/07), em discurso da tribuna do Senado, a participação popular nas manifestações em prol da Operação Lava Jato, este domingo (30/06), e cobrou maiores investimentos no Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), programa desenvolvido pelo Exército que tem a missão de proteger 17 mil quilômetros de fronteira.

Para o líder do Podemos no Senado, ao ir às ruas em manifestações que eclodiram ontem por todo o país, a população deu uma resposta significativa aos vazamentos criminosos contra a Operação Lava Jato. “A cada manifestação o brasileiro adquire expertise e cada manifestação se torna ainda mais fascinante. Temos que homenagear os brasileiros que se dispõem, num domingo, a ir para as ruas para exercitar a civilidade e, sobretudo, a democracia”, assinalou.

O parlamentar destacou que os protestos tiveram caráter de unidade em relação à Lava Jato e ao ministro Sérgio Moro. “Depois de agressões, até estapafúrdias dos últimos dias, decorrentes de um vazamento criminoso, de mensagens que nada acrescentam, ele é aplaudido nas ruas, homenageado pelo povo brasileiro, e certamente vai continuar com o mesmo entusiasmo, com a mesma força e competência com que vem agindo até este momento”, acrescentou.

Segurança na fronteira

Alvaro Dias relatou que, ainda no domingo, visitou a 5ª Divisão do Exército, em Curitiba (PR), a fim de discutir segurança pública e conhecer mais de perto as necessidades de investimentos na área de fronteira. Segundo ele, o contrabando e o tráfico de drogas movimentam cerca de R$80 milhões por dia ao longo da fronteira brasileira. No primeiro semestre, disse o parlamentar, o Exército recuperou R$ 109 milhões.

“Nas últimas campanhas eleitorais, pelo menos, os candidatos a presidente da República assumiram o compromisso de investimentos mais significativos para que o Sisfron comece a operar para valer na fronteira do Brasil”, lembrou. “O que se exige agora é o investimento para que o Sisfron se torne uma realidade. Há um início, algo já se fez, mas se investiu muito pouco. É fundamental que o governo invista para completar essa tarefa de instalar o Sisfron”.

Homenagem

No pronunciamento, o senador homenageou o jornalista João Cláudio Netto Estrella, produtor da TV Globo no Senado, que faleceu no sábado (29/06), aos 38 anos. “As nossas homenagens póstumas e a nossa solidariedade à família, com profundo sentimento, também aos seus amigos, aos seus colegas de profissão, aos senadores que conviveram com ele, enfim, a todos aqueles que admiravam o João Cláudio”, finalizou.

Assista a íntegra do discurso aqui

2 COMENTÁRIOS

  1. Prezado Senador
    Bom dia!
    Estamos acompanhando o andamento da reforma da previdência e achamos que é necessário!Porém, assistindo com miita preocupação a falta representstividade dps trabalhadores em atividades insalubres.Sou emgenhriro de segurança com longa vida neste labor e tenho absoluta certeza que o que estam fazendo com esta classe de trabalhadores é uma covardia imensa, vão acabar de seputa-los com antecedencia.Trabalhadoes neste campo não suporta mais de 53 anos e as presas faz um verdadeiro limpa a partir desta idade. O que serå de um individuo que trabalha a partir dos 18 anos e mas 25 anos e/ou 30 anos de exposiçāo tentar um beneficio por incapacidade, se conseguir com a posição do INSS de beneficio por no maximo 90 dias, vai sobreviver como?
    Será que não tem ninguem que tem este conhevimento para voltar este processo para a realidade.
    Abraços
    Seu admirador
    José Cândido

Comments are closed.