O Líder do Podemos, senador Alvaro Dias, foi escolhido, mais uma vez, pelo DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) como um dos 100 “Cabeças” do Congresso. O senador, na opinião dos analistas do DIAP, se destaca como debatedor. A lista da edição 2020 foi divulgada nesta sexta-feira (17/07).

Os “Cabeças” do Congresso Nacional são, na definição do DIAP, aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades aqui descritas. Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, destaca-se a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão. Enfim, é o parlamentar que, isoladamente ou em conjunto com outras forças, é capaz de criar seu papel e o contexto para desempenhá-lo.

“Estar mais uma vez nesta importante lista do Diap é um forte estímulo que recebemos para nossa atuação. E ainda mais nesse período de isolamento social, em que o contato com as pessoas ficou absurdamente limitado. Não podemos mais sentir o calor humano, das grandes reuniões, das concentrações, das manifestações populares, e portanto as redes sociais hoje nos alimentam, nos estimulam e nos embalam para que possamos atuar com dedicação e entusiasmo. E isso apesar desse sistema remoto de votações, instituído para cumprir orientação da ciência. Meu agradecimento ao Diap, pois é sempre uma honra figurar nesta lista. É mais ânimo, mais entusiasmo, mais disposição para o trabalho”, afirmou o senador.

Neste ano de 2020, a identificação dos parlamentares mais influentes foi dificultada por dois episódios, ambos decorrentes da Pandemia, que levou ao isolamento social. O primeiro foi a adoção do sistema remoto de deliberação, que dificulta identificar os parlamentares mais presentes nas articulações e negociações, já que estas ficam praticamente restrita aos líderes e relatores nesse período. O segundo foi a não instalação das comissões permanentes da Câmara, instância importante de poder, que ajudava a identificar quem tinha prestígio para ser indicado por suas bancadas para presidir um colegiado temático. Isto, entretanto, não impediu que se chegasse aos parlamentares mais influentes do ano em curso.

A série dos Cabeças do Congresso do Diap foi iniciada em 1994. O senador Alvaro Dias, que entrou no Senado em 1999, já figurou 11 vezes na lista dos parlamentares mais influentes do Congresso. Neste ano, Alvaro Dias é um dos sete parlamentares do Paraná na lista do Diap, e o único senador do Estado a figurar entre os 100 Cabeças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, deixe seu nome aqui